5
fev
2016

Escapamento esportivo danifica o motor?

Escapamento esportivo danifica o motor de carros ou motos? Quem é precavido e deseja tunar o veículo sem riscos de cometer infrações ou prejudicar a motorização quase sempre possui esta curiosidade em mente, considerando que as leis do trânsito nacional são conhecidas por não serem claras.

escapamento-esportivo-danifica-o-motor

escapamento esportivo

Para compreender quando escapamento esportivo danifica o motor você precisa saber dois aspectos indispensáveis:

1 # Escapamento esportivo jamais danifica o motor quando possui uma qualidade de primeira linha, com materiais nobres e bem dimensionados na estrutura, calibrados de modo correto conforme a motorização no automotivo.

2 # Por outro lado, escapamento esportivo danifica motor quando não tem as dimensões corretas, um problema capaz de gerar desgastes ou riscos de quebras à estrutura de motorização. Sem contar a notável perda de torque que prejudica o desempenho ao médio e longo prazo.

Quando não há qualidade um escapamento esportivo danifica o motor

Quando alguém está dentro de casa e ouve um barulho de motor em uma rua próxima o raciocínio comum se direciona aos ruídos dos escapes, sem qualificar ou não a qualidade da peça.

Especialistas indicam: Escapamento esportivo apenas danifica o motor, e, causa um ruído além dos decibéis estabelecidos por lei se não tiver procedência qualificada de fabricante confiável que testa e emprega as melhores matérias primas no produto.

escapamento-esportivo-danifica-o-motor

abafador

O que dizer então dos escapes que funcionam de modo aberto, ou seja, sem a presença dos imprescindíveis abafadores? A grande desculpa de motoristas amantes deste tipo de característica automotiva está na regulação do escape.

Contudo, nestas horas o condutor precisa compreender que os abafadores não servem apenas para evitar barulhos, mas também oferecer maiores benefícios ao motor dos carros ou das motos no médio e longo prazo, ofertando uma grande resistência contra gases na emissão da motorização.

Não é preciso ser um perito em engenharia automotiva para saber que menos resistência resulta no envio extra de gases à atmosfera, culminando na multa grave capaz de ferir não apenas o CTB como também as regras CONAMA / IBAMA.

Outro aspecto que alguns motoristas desconhecem é que os gases, favorecidos por causa de abafadores, ajudam no amortecimento dos trabalhos da válvula, além de serem responsáveis por qualificar a evolução do torque.

Carros com escapamentos sem qualidade e desregulados geram danos ao motor inclusive na desaceleração – momento em que entra uma maior quantia de ar frio e acontece um choque térmico capaz de quebrar à haste da válvula.

escapamento-esportivo-danifica-o-motor

De olho no sistema de escape

Quem deseja instalar escapamentos automotivos precisa se ater ao sistema de escape e não abrir o cano de modo completo, do contrário a pressão de ar permanece intensa e danosa aos motores automotivos.

Vale destacar que por causa dos cuidados primordiais com o nível de pressão do ar os escapamentos originais têm uma composição mais fina comparando aos escapamentos esportivos.

Interessante notar que as ponteiras possuem um formato curvo e podem dificultar a passagem dos gases quando o carburador não está regulado conforme os motores do automóvel ou da moto.

O barulho também se relaciona de forma direta com a abertura, afinal, quanto mais aberto o sistema de escape maior fica o ruído em intensidade. Mas, as ponteiras esportivas de qualidade possuem a “flauta”, que é um tubo repleto de furos composto por matérias primas isolantes, perfeitas para abafar consideravelmente.

escapamento-esportivo-danifica-o-motor

ponteira de escapamento

Concluindo, a ponteira esportiva é mais livre e consegue evoluir o desempenho da motorização nas velocidades altas. Por outro lado, quando não existem ajustes capazes de diminuir a vazão e queimar menos combustível há chances de comprometer o desempenho do motor ao longo prazo.

A legislação indica se escapamento esportivo danifica o motor?

A legislação não indica de forma explícita se escapamento esportivo danifica motor. Porém, a motorização inoperante (uma condição que pode ser gerada por uso de escapamento sem qualidade) gera infração de trânsito conforme o CTB (Código de Trânsito Brasileiro), Artigo 230, inciso XI.

O ato de fazer qualquer tipo de alteração no escapamento resulta em infração de acordo com o Artigo 98 do Código de Trânsito Brasileiro, que indica sobre as necessidades de proprietários não alterarem características originais do veículo.

Ao considerar o Artigo 98 se pode perceber como a lei é subjetiva, principalmente porque um escapamento esportivo qualitativo e ajustado em nada altera o trabalho dos gases da motorização automotiva.

Porém, o Artigo 230 do CTB diz que é proibido: “Conduzir o veículo com descarga livre ou silenciador de motor a explosão defeituoso, deficiente ou inoperante”, uma base legal usada por agentes para multar carros que possuem escapamentos esportivos geradores de ruídos acima do barulho original.

Escapamento esportivo danifica o motor quando há carência de qualidade no sistema de escape. Para não errar ao comprar seu escapamento esportivo você deve adquirir na Tuning Parts, a sua loja confiável de acessórios ou equipamentos automotivos. Viste as nossas páginas nas redes sociais: Facebook e Instagram.


POSTADO EM Curiosidades

COMENTAR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • renan disse:

    Olá, estou para comprar um abafador e vendo este link http://blog.tuningparts.com.br/escapamento-esportivo-danifica-o-motor/, 1 parte me chamou atenção, logo no comeco que diz “2 # Por outro lado, escapamento esportivo danifica motor quando não tem as dimensões corretas, um problema capaz de gerar desgastes ou riscos de quebras à estrutura de motorização. Sem contar a notável perda de torque que prejudica o desempenho ao médio e longo prazo.” ai me surgiu esta dúvida. Como posso saber qual e a dimensão correta para que não tenha problemas capaz de gerar os desgastes e riscos nas peças?