15
mar
2016

Manual do som automotivo com 12 dicas indispensáveis

Som automotivo

Tem gente que não pode acionar a chave na ignição sem antes ligar um som automotivo, e, aumentar o volume para ganhar ânimo no sentido de enfrentar os tráfegos das grandes cidades metropolitanas brasileiras.

Um bom som automotivo ou uma ótima Central Multimídia é capaz de retirar o estresse dos congestionamentos. Existem modelos com diversos recursos integrados, tais como DVD, GPS, câmera-ré, entradas auxiliares para amplificador, entre outras tantas escolhas que fazem toda a diferença na vida de quem busca qualidade.

Este manual a seguir pode ajudar os motoristas com desejo de fazer verdadeiros projetos de sons automotivos! Veja quais equipamentos são indispensáveis para ter um som automotivo moderno, potente, sem ruídos e pronto para balançar até a pista.

Manual do som automotivo

1 # Central multimídia é a melhor maneira de integrar múltiplas mídias em um curto espaço no painel do carro. Este núcleo central consegue reproduzir AM / FM, Rádio, DVD, MP3 e CD. Tais aparelhos também integram recursos para ajudar nos tráfegos, como GPS ou entrada de câmera-ré, por exemplo.

central-multimidia-som-automotivo

Atualmente você pode encontrar um verdadeiro leque repleto de opções em design, configuração, sistemas e marcas de centrais multimídias. Quanto mais sofisticado o player, maiores são as possibilidades de leitura de arquivos: MPEG, DVIX, WMA, MP3, etc.

2 # Configuração DVD: Muitas pessoas apreciam escutar as músicas junto com os videoclipes na central multimídia, o que pode ser feito de maneira perfeita, desde que o usuário escolha a opção Din perfeita ao tipo de painel do carro.

som-automotivo

3 # DVS automotivo com 1Din possuem a altura dos tocadores simples, escolhas que servem para se adaptar à grande parte dos veículos populares. Em contrapartida, os modelos 2Din são mais altos e podem exigir uma adaptação nos carros mais baratos, embora fiquem perfeitos em automotivos altos, tais como picape, por exemplo.

som-automotivo

Conheça maiores informações sobre a diferença entre DVDs automotivos 1Din e 2Din.

4 # Entrada: Para você ter um universo em músicas e vídeos nos sons automotivos nada como a conexão com dispositivos móveis.

Hoje em dia até os aparelhos mais populares possuem espaço para USB e cartão SD. Sem a entrada USB quase qualquer som automotivo fica inutilizado para conexão nos dispositivos (tirando os casos integrados via Bluetooth).

5 # Amplificação: Sem dúvidas usar amplificador é uma forma de otimizar a qualidade do som sem fazer nenhuma espécie de adaptação complexa.

As melhores centrais multimídias têm saídas amplificadas ou pré-amplificadas com módulo amplificador. Quem quer sonorização não muito explosiva, embora alta, ganha em qualidade ao apostar no módulo amplificador externo, capaz de exterminar as distorções e os ruídos.

amplificador-automotivo

6 # Alto-falantes: Sons automotivos potentes exigem uma divisão completa de alto falantes, o que engloba opções como subwoofers (frequências subgraves), woofers (frequências graves), drivers (frequências médias), e, tweeters (frequências agudas).

som-automotivo

Conheça um incrível alto-falante de 6 polegadas!

7 # Em termos de alto-falantes também existem formas que compreendem duas ou mais vias adicionais de frequências médias ou agudas, são elas: Quadriaxial (4 vias), triaxial (3 vias), coaxial (2 vias).

8 # Quando se considera os sons automotivos é possível dizer que módulos amplificadores são capazes de aumentar a potência de maneira considerável, desde que sejam compatíveis aos limites nos falantes.

9 # Digital, Booster e Mosfet, os três tipos de amplificadores mais básicos. Modelos digitais são populares por não esquentarem e ofertarem um grande nível de economia no consumo da bateria.

Modelos Booster possuem transformadores que fornecem sinais de energia, resultando em um maior consumo de bateria (nestes modelos podem existir interferências nos sons agudos). Mosfet tem o transformador na composição e ocupa menos espaço físico que as unidades Booster, embora sejam mais caros.

10 # Cabos são excelentes escolhas de apoio ao som automotivo, peças indispensáveis para garantir a verdadeira fidelidade na sonorização. Incrível pensar que talvez à grande parte dos motoristas os cabos são preocupações secundárias, um enorme erro, afinal, o ótimo desempenho do som se relaciona de modo direto ao conjunto de cabo.

De acordo com grande parte dos especialistas existem 3 tipos de cabos indispensáveis para projetar um som automotivo de qualidade:

Alta corrente: Transmite energia para os módulos amplificadores.

Alta tensão: Ideal para a transmissão de sinais aos módulos amplificadores externos e altos falantes.

Baixa tensão: Resistentes, objetiva transmitir sinais amplificados previamente.

11 # Fontes servem como ótimas auxiliares para melhorar a economia de consumo energético do som automotivo potente.

12 # Mega capacitores são indispensáveis no sentido de oferecer uma frequência sonora perfeita, capaz de evitar picos de correntes elétricas nas quais o grave consome energia excessiva.

Agora que você conhece as 12 indicações sobre manual do som automotivo é preciso entrar no site da Tuning Parts para comprar os acessórios e equipamentos ao seu projeto sonoro. Visite também nossas páginas nas redes sociais e conheça mais dicas capazes de revolucionar a vida dos motoristas aventureiros: Facebook e Youtube.


POSTADO EM Curiosidades

COMENTAR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *