9
set
2015

Limite da suspensão rebaixada conforme o CONTRAN

Um carro jamais pode ser considerado tunado quando não existe suspensão rebaixada, talvez conforme grande parte da opinião de amantes dos automóveis modificados. Uma das maiores dúvidas de pessoas interessadas no assunto é sobre o limite da suspensão rebaixada.

Qual o limite da suspensão rebaixada? De acordo com as regras do CONTRAN (Conselho Nacional de Trânsito) a altura mínima é 10 centímetros entre o chão e a parte mais inferior no chassi.

Contudo, isto não quer dizer que o motorista pode rebaixar o carro e sair de casa sem problemas. Ao contrário, após realizar as modificações é necessário conquistar a aprovação do DETRAN (Departamento Estadual de Trânsito) ao veículo ser considerando legal aos olhos das leis de trânsito.

limite_da_suspensao_rebaixada

Peso do carro e limite da suspensão rebaixada

Não se pode ignorar que o Artigo 6° da Resolução 292 CONTRAN impõe condições de peso para o limite da suspensão rebaixada. Na prática apenas os veículos com até 3.500 kg podem ser rebaixados em no máximo 10 centímetros de altura do solo.

Com a nova Resolução CONTRAN que especifica as regras do limite da suspensão, os carros de passeios podem usar as famosas suspensões que têm regulagem à altura, escolhas antes proibidas.

Certificado de Segurança Veicular

Um carro com suspensão rebaixada precisa ter o CSV (Certificado de Segurança Veicular) para que seja considerado legal. Os motoristas conseguem esse documento do carro nos pontos credenciados no INMETRO (Instinto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia).

Ao realizar a vistoria, o carro modificado precisa estar com todas as condições indispensáveis para ser credenciado, tais como o limite de 10 centímetros entre o chassi e o solo, além da necessidade de rodas e pneus serem submetidos ao teste de esterçamento, ou seja, não podem tocar em parte alguma na carroceria.

Limite da suspensão rebaixada e caminhões!

De acordo com especialistas a mudança na lei também ocorreu por causa das ocorrências relacionadas aos caminhões, que têm a traseira rebaixada em consequência do peso de cargas.

Vale destacar que em caso de colisões sempre existe a probabilidade de veículos menores entrarem debaixo dos caminhões, principalmente daqueles com suspensão rebaixada.

É por esse motivo que com a reforma na resolução do CONTRAN a longarina dos chassis de caminhões jamais pode ultrapassar o limite de dois graus. Desta forma diminuem as chances de carros sofrerem maiores danos caso entrem em colisão com caminhões.

Os Problemas de claridade legal no limite da suspensão rebaixada

O novo limite da suspensão rebaixada está previsto em uma lei que não traz claridade no texto, conforme indicam estudiosos no setor. Por exemplo, há motoristas que reclamam sobre o fato de faltar exatidão sobre a parte do carro que deve ser mais baixa: Assoalho ou caixa de estepe?

Contudo, técnicos que participaram dos estudos para estabelecer as novas diretrizes do limite da suspensão rebaixada dizem não haver a diferenciação na lei porque cada caso depende dos tipos de carros das pessoas interessadas em rebaixar.

Ou seja, se a parte mais baixa for o escapamento, então a medição ocorre a partir deste determinado ponto. O carro apenas ganha a aprovação após ser avaliado de modo positivo depois do teste no gabarito composto por 100 mm. Isto é, existe a necessidade de atravessar sem derrubar. Caso ocorra a queda o automóvel não consegue CSV!

De olho no futuro

Técnicos especialistas em trânsito indicam que as mudanças de 2014 foram apenas passos iniciais, e, novidades podem aparecer após baterias de estudos em 2015. Mais para frente devem surgir especificações sobre a certificação das peças e as partes da suspensão suscetíveis às modificações.

Embora esteja repleta de necessidades de mudanças, há quem diga que a legalização de suspensões reguláveis representa um grande avanço, inclusive porque vai aumentar a regulação do sistema, o que por consequência concede maior segurança ao motorista.

suspensao-regulavel

Hoje, as pessoas que trabalham com a legalização de veículos modificados comemoram como nunca, afinal, a busca por serviços aumentou entre os motoristas dispostos em regularizar a situação de seus carros rebaixados.

Com a nova lei os motoristas não precisam se preocupar em colocar a suspensão fixa, ganhar a legalidade, e, retornar ao mecânico para instalar o modelo regulável, ficando suscetível às multas, considerando as regras antigas. Agora, basta instalar a suspensão regulável e ganhar o CSV após testes com base nos padrões INMETRO.

Molas de qualidade

molas-esportivas

Para rebaixar a suspensão com máxima qualidade é necessário usar as molas esportivas especiais, que proporcionam uma super estabilidade ao carro rebaixado, inclusive se motoristas realizam curvas em alta velocidade.

Quando se fala das melhores molas para suspensões rebaixadas o destaque vai aos produtos Eibach. As molas da marca estão presentes nas principais competições de automobilismo no mundo, desde Fórmula 1 até NASCAR.

As molas esportivas da Eibach produzidas na Alemanha podem ser compradas com descontos especiais imperdíveis. Onde? Aqui, na Tuning Parts, a sua loja confiável de acessórios automotivos – qualidade no estoque é o nosso forte!


POSTADO EM Curiosidades

COMENTAR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *